(54) 3331-5655 / 8031(54) 99148-1901

Nosso Blog

Tem dúvidas na hora de comprar um aparelho para melhorar o seu sinal Wi-Fi? Repetidor, extensor ou access point? Veja a diferença entre eles e qual funciona melhor pra sua necessidade.

É comum que a rede Wi-Fi apresente dificuldades para alcançar alguns pontos de uma residência, ou mesmo espaço comercial. Assim, há diversas formas de expandir a cobertura do sinal caso até mesmo um roteador potente não esteja dando conta. Entre os aparelhos que auxiliam na distribuição do Wi-Fi está o repetidor, o extensor de alcance e o access point, ou ponto de acesso. 

Como usar um roteador como repetidor para melhorar o Wi-Fi

A seguir, conheça um pouco mais sobre os aparelhos. Cada uma das alternativas é indicada para uma necessidade diferente do usuário, mas todas prometem ajudar a melhorar o Wi-Fi. Além disso, no Brasil, grandes fabricantes oferecem os modelos por preços entre R$ 100 e R$ 380.

Repetidor

Como o nome diz, o repetidor repete o sinal wireless de uma rede, permitindo que cubra uma área maior. O aparelho se conecta via Wi-Fi ao roteador/modem central e distribui sinal sem fio para dispositivos conectados no mesmo ambiente.

Em geral, o repetidor é mais acessível e simples, tornando-o uma boa opção para usuários domésticos e quem pretende investir pouco na hora de criar uma rede com maior cobertura, mesmo que isso signifique uma perda de desempenho perceptível na rede. A TP-Link, por exemplo, oferece modelos com preço médio de R$ 100.

Além disso, existe uma grande quantidade de roteadores no mercado que também podem ser configurados para funcionarem como repetidores.

 

 

Veja Também